PARAR

Às vezes precisamos parar.

Parar de digitar e olhar os olhos.

Parar de querer ser alguém e sentir gosto em si mesmo.

Parar de querer estar sempre fora de casa e aproveitar os pais.

Parar de se preocupar com a maquiagem e tomar um banho de chuva.

Parar de ver aquilo que não importa e abrir um livro.

Parar de trabalhar um pouco e abraçar um filho.

Parar de se esconder e começar um projeto novo.

Parar de querer estar no palco e aproveitar os bastidores.

Parar de se estressar com limpeza e deixar o cachorro subir no sofá.

Parar de falar um pouco e começar a escutar.

Parar de julgar e se colocar no lugar.

Parar de fingir que está tudo bem e pedir ajuda.

Parar de ser razo com tudo e se aventurar.

Parar de ver Jesus como religião e deixar Ele ser próximo.

Parar de tentar ser melhor que o outro e fazer o seu melhor.

Parar de desligar o despertador e levantar para ver o nascer do sol.

Parar de viver no passado e mudar.

Parar de escrever planos e começar a tirá-los do papel.

Parar de procurar o parceiro perfeito e perceber que o imperfeito pode ser muito mais interessante.

Parar de desistir e tentar.

Parar de achar que a dor vai durar para sempre e deixar o tempo vir curar.

Sorrir um pouco. Respirar um pouco. Viver um pouco, nem que para isso seja preciso parar um pouco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s