PERDÃO

Imagino a quantia que esse servo não devia ao rei. Não sei o que ele tinha feito com aquela quantidade toda de prata, mas o rei estava pedindo de volta. O desespero deve ter sido enorme dentro de toda a sua casa. Como podemos entregar um valor que não temos? O que falar ao rei? Com sair dessa?

Então, ele se ajoelhou e implorou. Implorou ao rei por misericórdia e paciência. Ele falou que iria pagar o que estava devendo, não sabia como, mas ele iria pagar. O rei então olhou para o desespero daquele servo e ao invés de dar a sentença que ele merecia, o rei teve compaixão. Então, perdoando toda a sua dívida, mandou o servo para casa. Estava tudo bem. O servo não devia mais um tostão, finalmente estava livre.

Ao sair, o servo encontrou um dos seus conservos que lhe devia uma pequena quantia. Depois de sofrer todo aquele desespero por dinheiro, o servo não pensou duas vezes, agarrou-o e começou a sufocá-lo cobrando sua dívida. O conservo implorou, pediu um tempo para pagar a dívida, estava desesperado. Diante daquele absurdo, o servo mandou jogar o seu conservo na prisão e só soltá-lo quando a dívida fosse paga.

Essa história toda você pode ler em Mateus 18 na Bíblia. Jesus estava contando ela para os discípulos quando eles lhe perguntaram sobre perdão. O rei tinha perdoado o servo, mas o servo não aprendeu nada com aquilo. O rei teve compaixão, mas o servo só olhava para ele mesmo. Não é exatamente assim conosco? Deus perdoou a nossa dívida, mas nós não conseguimos liberar o perdão contra o nosso próximo. Deus nos deu tudo quando merecíamos nada e nós ainda achamos que somos alguma coisa comparado aos outros.

Perdoar de coração é uma das coisas mais difíceis para o ser humano. Abrir mão do orgulho e da vingança, lidar com o ódio, o rancor, a mágoa. Existem pessoas que abriram feridas muito difíceis de fechar. Algumas vão ter que lidar com as consequências dos atos dos outros durante a vida inteira. Ninguém disse que era fácil. Quando você é o inocente da história, é muito difícil sentir compaixão do culpado.

Isso tudo nos mostra que Deus é bom, mas nós não somos e mesmo assim Ele nos salvou. Na próxima vez que estiver muito difícil perdoar, lembre-se do que recebeu. Se Deus nos perdoou, porque não podemos perdoar o próximo? Por mais que esteja dolorido e pareça grande o que o outro lhe fez, não chega aos pés da quantia que o Rei perdoou.

Quando lembrar do seu devedor, lembre-se que você foi perdoado de suas dívidas. Quando a dor vier, lembre-se que alguém levou sobre si as suas dores. Quando o ódio e a vontade de vingança vier, lembre-se que aquela cruz não merecia Jesus.

“Suportem-se uns aos outros e perdoem as queixas que tiverem uns contra os outros. Perdoem como o Senhor lhes perdoou.” Colossenses 3:13

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s